A Pampilhosa da Serra, no território das Aldeias do Xisto, recebe o Campeonato da Europa de Downhill (DHI), entre 2 e 5 de maio. As descidas cronometradas de qualificação e a final estão marcadas, respetivamente, para sábado e domingo, mas a agitação começa nos dias anteriores, com todos os procedimentos técnicos e administrativos.

 

É o segundo ano consecutivo em que a União Europeia de Ciclismo atribui à Federação Portuguesa de Ciclismo a organização desta competição, que terá como parceiros primordiais a ADXTUR e a Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra, município que substitui a Lousã como ponto de acolhimento das centenas de participantes esperados.

 

A apresentação da prova aconteceu no espaço do município da Pampilhosa da Serra na Bolsa de Turismo de Lisboa. “Para além de todas as caraterísticas ligadas à natureza, em Pampilhosa da Serra temos condições para a prática desportiva muito acima da média, que permitirão aos profissionais ter um bom desempenho no campeonato”, salientou Jorge Custódio, vice-presidente da Câmara Municipal de Pampilhosa da Serra, no momento da apresentação, onde não escondeu a “satisfação” pelo facto de Portugal acolher a realização desta prova pelo segundo ano consecutivo, desta feita em Pampilhosa da Serra.

 

Para Rui Simão, secretário executivo da ADXTUR – Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto, a aposta de continuidade na organização deste Campeonato Europeu, espelha a “reputação” e o “crédito” que a Federação Portuguesa de Ciclismo tem conseguido criar a nível internacional, no que diz respeito à organização de provas desportivas de elite. Rui Simão, destacou ainda o “conjunto de condições “técnicas” e de “acolhimento”, que o município tem conseguido implementar, quer no âmbito do projeto Aldeias do Xisto, quer por outras vias, que fazem de Pampilhosa da Serra “um dos territórios de interior com melhores infraestruturas e equipamentos para a prática de modalidades desportivas de ar livre”.

 

Também Delmino Pereira, Presidente da Federação Portuguesa de Ciclismo, destacou que é na junção do melhor de dois mundos que reside a grande mais valia desta iniciativa. “Por um lado, somos uma entidade reconhecida internacionalmente com capacidades para organizar campeonatos da Europa e, ao mesmo tempo, o território das Aldeias do Xisto possui excelentes condições para a prática de desportos radicais”.

 

O dirigente desportivo explicou ainda que o sucesso de uma prova desta dimensão estende-se muito para além dos dias de competição propriamente ditos, uma vez que há “muitos atletas e equipas internacionais que têm vindo ao nosso território treinar e passar temporadas, em toda a região das Aldeias do Xisto, desde a Lousã à Pampilhosa da Serra”. Trata-se do “impacto e do potencial da região ao nível do turismo desportivo a nível internacional”, acrescentou.

Log in with your credentials

Forgot your details?